Plataforma Elevatória de Mastro – O melhor custo beneficio da industria

Prezados leitores boa tarde,

O post de hoje é para falar um pouco sobre a plataforma elevatória de mastro, o equipamento que na opinião do nosso humilde blog tem o melhor custo x beneficio do setor.

A plataforma elevatória de mastro pode ser dividida entre manual  e propelida.

A plataforma elevatória de mastro manual, é aquela que a movimentação de solo é feita através da propulsão humana, ou seja, em termos práticos o operador precisa empurra-la no solo. Enquanto as plataforma elevatória de mastro propelida é aquelas movida eletronicamente pelo operador através do “joystick”. Pode ser dirigida pelo controle “joystick” em qualquer altura de trabalho

Ambas as  plataformas elevatórias de mastro (manual e propelida) são equipamentos leves, compactos ideais para manutenções em shopping centers, industria, galpões, armazéns, condominios comerciais e residenciais, e qualquer outro sitio que exija montagens de andaimes.

A plataforma elevatória de mastro,  é substituto perfeito do andaime, por ser mais seguro e mais eficiente que os andaime e custar em média muito menos que as plataformas elevatórias tipo tesoura elétrica.

As plataformas elevatórias de mastro normalmente são para trabalho em altura entre 1 e 14 metros. Uma excelente opção para um trabalho em altura seguro, eficiente com um custo bastante interessante. Recomendamos as plataformas elevatórias de masto manual para quem precisa fazer apenas manutenção e as plataformas elevatórias de mastro propelida para aqueles que além de manutenção, precisam de autonomia, como por exemplo trabalhos de inventário.

A Lematt Plataformas, oferece na sua prateleira de produtos tanto as plataformas elevatórias de mastro manual, quanto as plataformas elevatórias de mastro propelida. Nos links abaixo vocês poderão obter mais informações, especificações técnicas e videos dos equipamentos em funcionamento

Clique aqui e confira as plataformas elevatórias de mastro manual

Clique e confira as plataformas de mastro propelida

Espero que tenham gostado do post, e até amanha.

 

 

 

Anúncios

Quem é quem no mercado de plataforma elevatória

Prezados leitores boa tarde,

O post de hoje é para explicar um pouco quem é, e quais as funções de cada “player” no nosso mercado de plataforma elevatória. Vez ou outra vejo alguns clientes em dúvida se procuram direto o fabricante, um distribuidor para comprar sua plataforma elevatória, ou mesmo quando precisam de reparo ou peças em sua plataforma elevatória quem devem procurar….

Esse post vem explicar quem é e qual a função de cada agente no mercado de plataforma elevatória.

A começar pelo fabricante:

Fabricante: Como o próprio nome diz são os responsáveis por fabricar as plataformas elevatórias. Nesse mercado de plataforma elevatória 99% dos fabricantes são do exterior, o que significa dizer que quase não há industria nacional voltada para fabricação de plataforma elevatória. Especialmente no Brasil percebe-se a presença dos fabricantes Chineses (Sivge, Mantall e Sinoboom), Franceses (Haulotte e Manitou), Americanos ( JLG, Genie e Skyjack) em maior numero. Embora haja ainda boas marcas Italianas, Alemãs e Finlandesas. Os fabricantes em geral não atendem o consumidor final, atendem apenas os locadores e distribuidores de plataformas elevatórias os quais falaremos a seguir.

Distribuidores: São os “dealers” ou simplesmente revendedores autorizados pelos fabricantes a vender e por vezes a prestar assistência técnica nas plataformas elevatórias. São os responsáveis pela venda ao consumidor final e sua pós venda. Entenda por pós venda tanto a assistência técnica como disponibilização de peças para plataforma elevatória. Nesse sentido entendemos que a escolha do distribuidor  deve ser ainda mais criteriosa que a escolha da marca/fabricante, pois é esse agente que estará com você durante toda a vida útil da sua plataforma elevatória. A equipe do Blog recomenda, apesar de serem nosso amigos, mas não só por isso, mas pela excelente prestação de serviço e grande portfólio de produtos a empresa Lematt Plataformas, abaixo segue um link para o site da empresa.

https://www.lematt.com.br/

Locadores: São os responsáveis por fazer a locação das plataformas elevatórias. Em geral existem vários locadores até nas menores cidades do Brasil, mas há também grandes locadores, com bastante capilaridade, presença nacional e até capital aberto em bolsa de valores. As locações  de plataformas elevatórias geralmente tem um prazo minimo de 1 semana, e além de arcar com o valor da locação, a o cliente arca também com o frete (ai a importância de tentar achar a locadora mais próxima de você). Normalmente as locadoras de plataforma elevatória oferecem um treinamento gratuito para os seus cliente.

Assistência técnica:  São os responsáveis por reparos e peças nas plataformas elevatórias. Como geralmente o técnico que vai até a máquina e não a máquina que vai ao técnico (por ser mais barato) é importante também tentar achar uma empresa prestadora de serviço de reparos em plataforma elevatórias mais próxima de sua empresa. A rigor esse é geralmente oferecido pelas locadoras ou distribuidores, antes de comprar ou locar vale perguntar sobre o serviço, preços de manutenções, etc

Treinamento: São os responsáveis por toda a parte de treinamento  em plataforma elevatória, funcionais ou normativos. Os treinamentos funcionais são geralmente oferecidos pelos distribuidores/locadores sem custo adicional. E os normativos NR18 e NR 35 são geralemente oferecidos pelas empresas especializadas em treinamento em plataforma elevatória.

Espero que o post tenha ajudado a entender quem é quem no mercado de plataforma elevatória e até amanha.

 

 

 

 

 

Utilização segura de Plataforma Elevatória na conservação de arvores

Prezados leitores boa tarde

Nesse post gostariamos de compartilhar com vocês um excelente material preparado pela IPAF (Federação Internacional de Plataforma Aérea) sobre a utilização segura de plataforma elevatória na conservação e poda de arvore.

As plataformas elevatórias são uma ferramenta muito popular na indústria da arboricultura e de conservação de árvores. Abaixo segue um materia no formato pdf com conselhos de segurança para o uso de plataforma elevatória no corte de árvores para garantir que os operadores trabalhem com segurança em altura.

As estatísticas do projeto de relatório de acidentes da IPAF mostram que aproximadamente uma em cada cinco mortes ocorridas com plataforma elevatória envolvem operadores do ramo de conservação de árvores. No entanto, as plataformas elevatória são uma das formas mais seguras para trabalhos temporários em altura, desde que seja efetuada uma avaliação de riscos, que os operadores estejam devidamente qualificados, formados ou treinados e familiarizados com o equipamento, que o equipamento tenha sido submetido a uma inspeção e manutenção adequadas e que sejam seguidos os procedimentos para uma utilização segura, incluindo a existência de um plano de resgate.

A mais recente orientação técnica da IPAF analisa alguns relatórios de acidentes fatais, apresenta as conclusões retiradas e fornece conselhos de segurança para operadores formados ou treinados antes, durante e depois do trabalho de conservação de árvores.

“Quer você seja um profissional do ramo de conservação de árvores ou pratique jardinagem por passatempo, se você utilizar uma plataforma elevatória para trabalhar em altura, certifique-se de que realiza uma formação ou treinamento de operadores reconhecida para saber como utilizar corretamente este equipamento especializado”, declarou o CEO da IPAF, Tim Whiteman.

Clique no link abaixo e confira o estudo!

Não basta ser bonito, precisa ser seguro

Bom dia a todos,

Olha que foto show!!!!

Nosso blog encontrou uma plataforma elevatória trabalhando em um dos lugares mais bonitos, mais visitados, e uma das sete maravilhas do mundo moderno, o Cristo Redentor no Rio de Janeiro, erguido em 1931 no morro do Corcovado, a estatua é o maior cartão postal da cidade maravilhosa e um dos símbolos do cristianismo brasileiro.

Conforme apurou nosso blog a operação para subir a plataforma elevatória morro acima foi bem complexa. A plataforma elevatória teve que ser completamente desmontada antes de alcançar o topo do Corcovado e lá a plataforma elevatória foi completamente remontada numa operação que envolveu um corpo técnico de mais de 15 pessoas. O resultado esta aí compartilhado nessa linda foto!

 

 

 

Frota mundial de locação de Plataforma Elevatória cresce 4%

Boa tarde a todos os nossos leitores,

Sejam todos muito bem vindos ao nosso blog. Esse segundo post será dedicado a compartilhar com vocês uma boa e surpreendente noticia em relação ao aumento ainda que de 4% na frota mundial de plataforma elevatórias destinadas ao setor de locação “rental”, segundo newsletter mensal de maio de 2016 da “IPAF” (Federação Internacional de Plataforma Aérea), autoridade mundial no setor de plataforma aérea, a qual reproduziremos na integra nesse post.

Vale lembrar que no ano de 2015  os países da chamada União Européia ainda traziam bastante pessimismo nas suas economias, com seus quadros fiscais ainda sob grande atenção, a China vinha num processo de desaceleração econômica e a economia americana ainda em processo de recuperação da grave crise de 2008. Assim como todos os demais países emergentes, no qual incluímos Brasil e Russia que sofreram muito com a desvalorização das suas moedas ano passado. Nesse cenário entendemos que os 4% de aumento na frota  surpreendeu bastante positivamente, sendo a nossa visão um número para ser comemorado.

Abaixo segue na integra a noticia veiculada:

Atualmente existem 1.170.000 plataformas elevatórias, também conhecidas como plataformas de trabalho aéreo (PTA), na frota mundial de locação. Isto significa um crescimento de 4% em relação ao ano passado, revela um novo estudo encomendado pela International Powered Access Federation (IPAF).

O mercado de locação de plataforma elevatória nos EUA registrou um crescimento moderado de 5% em 2015, alcançando aproximadamente os 8,3 bilhões de dólares, segundo o Relatório IPAF de 2016 para o mercado de locação de plataformas elevatórias nos EUA. Em 2015, a frota de locação de plataformas elevatórias nos EUA expandiu em 3%, ultrapassando 530.000 unidades. Devido à atual desaceleração do setor petrolífero, a participação dos mercados de construção civil no negócio de locação de plataforma elevatória apresentou um ligeiro aumento, alcançando 73% em 2015. 

A frota chinesa de locação de plataforma elevatória cresceu em aproximadamente 35% em 2015, chegando a cerca de 12.200 unidades. 

O mercado europeu de locação de plataforma elevatória cresceu cerca de 3% em 2015, sendo avaliado em cerca de 2,7 bilhões de euros, de acordo com o Relatório IPAF de 2016 para o mercado de locação de plataforma elevatória na Europa. A expansão da frota de equipamentos continuou em ritmo moderado, atingindo 313.000 unidades. Os 10 países europeus estudados foram: Dinamarca, Finlândia, França, Alemanha, Itália, Países Baixos, Noruega, Espanha, Suécia e Reino Unido.

Entre os países europeus, foi possível identificar quatro grupos:
•    Espanha e Itália apresentaram a maior expansão e estão superando a recessão, com crescimento em torno ou acima de 5% em 2015.
•    Suécia e Alemanha continuam sendo mercados altamente dinâmicos, registrando um contínuo crescimento de +5%.
•    Em comparação, o Reino Unido e a Noruega, tradicionais mercados dinâmicos, estão registrando sinais de um crescimento mais lento.
•    Finlândia, França, Países Baixos e Dinamarca mostram tendência de estabilidade até ligeiro crescimento, todos eles saindo de uma recessão.

Locação x Compra – Eis a questão

Olá, sejam muito bem-vindos ao nosso blog!

Gostaria de dedicar esse primeiro post a grande pergunta e dúvida que rodeia nosso mercado de plataforma elevatória. É melhor comprar ou locar uma plataforma elevatória?

Diariamente recebemos diversos contatos, ligações e e-mails com essa dúvida! Não sei se compro, não sei se faço a locação, nos perguntando nossa opinião.

E nossa resposta é sempre a mesma!! DEPENDE!!!

A viabilidade de comprar ou locar uma plataforma elevatória depende muito de cliente para cliente, e esse post tem o objetivo de ajuda-lo na tomada de decisão, embora não tenhamos uma única resposta sobre esse mesmo tema, nossa intenção aqui é trazer o maior número de elementos para auxilia-lo na tomada dessa decisão.

Abaixo segue uma transcrição, como um “script” que  seguimos com que nos procura com essa dúvida, e espero que no final vocês tenham elementos suficientes para tomar uma decisão, ou seja, se a melhor opção para sua empresa é comprar ou locar uma plataforma elevatória

A primeira primeira pergunta a ser respondida aqui e a mais importante é:

Preciso de uma plataforma elevatória para realizar um trabalho pontual ou recorrente?

Se o trabalho for pontual, por exemplo, você precisa de uma plataforma elevatória para instalar um lustre a uma altura de 10 metros, e isso será feito uma vez na vida e outra na morte, sua melhor opção é locar uma plataforma elevatória.

Agora se precisa de uma plataforma elevatória para trabalhos recorrentes, por exemplo, na sua empresa, fábrica, shopping center, galpão, etc e há necessidade de utilizar uma plataforma elevatória pelo menos 2 vezes por mês, há indicativos que para você comprar uma plataforma elevatória é a melhor opção

Como nessa primeira resposta já separamos o joio do trigo, ou seja se for um trabalho pontual sabemos que a locação de uma plataforma elevatória é a melhor opção, as próximas perguntas serão direcionadas a quem tem um uso recorrente, mas ainda assim tem dúvidas se comprar ou locar uma plataforma elevatória.

Nesse sentido a segunda pergunta que devem se fazer é:

Quanto gastei com locação nos últimos 5 anos daria para comprar um equipamento novo (se já locam equipamento) ou quanto projeto gastar nos próximos 5 anos (caso seja um negócio novo ou uma demanda nova)?

Para responder essa pergunta você precisará levantar internamente qual o valor gasto com locação nos últimos 5 anos ou projetar quanto gastará nos próximos 5 anos. A ideia é bem simples, plataforma elevatória normalmente deprecia em 5 anos, se o valor gasto ou projetado (nos últimos 5 anos ou nos próximos 5 anos) com locação for maior que o valor para comprar uma plataforma elevatória, siga adiante. Se for menor a locação tende a ser a melhor opção

Minha empresa tem alguma limitação para imobilizar ativos? CAPEX vs OPEX

Ainda que o valor com locação seja maior que o valor para comprar um equipamento, algumas empresas tem limitação para imobilizar ativos conforme regras de CAPEX. Vale lembrar que locação impacta como despesa no resultado permitindo assim total abatimento na base de cálculo do Imposto de Renda para empresas com regime tributário “Lucro Real”. Enquanto a compra impacta diretamente o ativo imobilizado da empresa definido como uma operação de CAPEX. Abaixo seguem algumas vantagens do CAPEX e OPEX. onde uma operação de locação pode ser considerada OPEX e uma operação de compra CAPEX.

Uma vantagem do CAPEX é que o investimento fica inteiramente aplicado nas operações da empresa, que irá depreciá-lo na medida da previsão da sua duração (vida útil esperada do bem). Tem o inconveniente dos encargos financeiros e do custo de oportunidade do capital investido, que pode ser alto e exigir um retorno rápido o que nem sempre é possível. A vantagem da OPEX é a economia do capital, que não é requerido para o investimento, passando a ter-se um custo ou uma despesa, dependendo do uso do gasto – respectivamente, se para a fabricação de produtos ou para outras finalidades administrativas e operacionais. Conforme essa classificação (custo ou despesa e o tempo de processamento do produto, estocagem e venda), a OPEX pode trazer a vantagem da dedutibilidade tributária do gasto, em contraponto com o CAPEX, que será depreciado conforme a previsão da vida útil e dedutível conforme as taxas definidas na legislação dos impostos sobre o resultado.

Os recursos incorridos na aquisição de bens (CAPEX) ficam então inseridos no patrimônio das empresas (ATIVO) e os recursos gastos no custeio (OPEX) são reconhecidos no resultado no mês na competência do gasto.

Conclusão

Recomendamos a compra da plataforma elevatória para clientes que além do uso recorrente, tenham gasto menos com locação nos últimos 5 anos que o valor com a compra de um equipamento e ainda tenham espaço (valor) disponível na compra do bem no seu CAPEX. Caso não se enquadrem no acima dispostos, recomendamos a locação da plataforma elevatória.